Presidente da CDL é convocado para reunião pelo Governo do Estado onde foi discutida pauta econômica

A pauta de reivindicações apresentada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Campos, ao Governador Wilson Witzel, no final do ano passado, quando este se reuniu com empresários da região na sede da entidade, avançou essa semana em uma reunião na terça-feira (29), no Rio de Janeiro.


29/01/2020 16h42

A reunião foi com o Assessor Especial do Gabinete do Secretário Estadual de Fazenda, Ulysses Freitas Pessanha Arêas. Foi convocada pelo vice-Governador Claudio Castro, o que ilustra bem a importância da pauta apresentada pelos lojistas de Campos. Também foi avaliado na reunião um documento da Federação das CDLs do Rio de Janeiro, versando principalmente sobre o Simples Nacional.

Participaram da reunião o presidente da CDL, Orlando Portugal e o superintendente da entidade, Felipe Knust. No encontrou o assessor do Secretário de Fazenda disse que o governo já está estudando a alteração da Lei Número 6269/2012 para que as taxas de juros e os juros de mora nas dívidas com o estado sejam reduzidas, visto que o país convive hoje com a menor taxa de juros dos últimos 20 anos.

Outro tema colocado em pauta é relativo a guerra fiscal entre os estados do Rio de Janeiro e o Espírito Santo, onde a economia fluminense sai sempre ferida, já que o vizinho estado tem um vasto cardápio de incentivos fiscais e um Imposto Sobre Circulação e Serviços- ICMS- menor. Com isso, empresas com matrizes no Espírito Santo, operam no Rio de Janeiro com um lucro expressivo se comparado com o comércio fluminense, em uma concorrência desleal. Este tema assim como a mudança da Lei 6269/2012 também está na pauta do Governo do Estado.

Um terceiro item discutido a exaustão foi a questão do ajuste da tabela do Simples, equiparando-a ao Simples Nacional, ampliando o valor de R$ 3.600 para R$ 4.800 o que beneficiará um imenso número de micro empresários do Rio de Janeiro.

- Foi uma reunião proveitosa e o Governo do Estado mostrou que realmente está interessado em atender aos nossos pleitos. O fato de termos sido chamados pelo vice-Governador Cláudio Castro comprova isso. Acho que estamos interagindo bem com o governo, na medida em que ele acena com a real possibilidade de atender aos nossos pleitos que não beneficiará somente os setores produtivos de Campos, mas toda a cadeia produtiva do Estado do Rio de Janeiro- disse Orlando Portugal.


CERTIFICADO DIGITAL - RÁPIDO, FÁCIL E SEGURO É CDL!



1

Dúvidas? Chame no WhatsApp